Diagnóstico

Nódulo da mama

Diagnóstico


A avaliação inicial das mulheres com problemas mamários deverá seguir a abordagem tríplice de diagnóstico, combinando o exame clínico, a imagiologia, a Punção Citologia e ou a Microbiópsia, a fim de excluir ou confirmar a presença de doença maligna.

A patologia mamária pode apresentar-se como Lesão infra-clínica (LIC) ou como Tumor palpável.

Define-se como lesão infra-clinica aquela que apenas se detecta por métodos imagiológicos, na maioria dos casos por mamografia, ecografia e eventualmente por Ressonância Magnética.

É geralmente a mulher que no seu auto-exame nota o aparecimento de um nódulo, tornando-a angustiada com o pensamento de ter um Cancro.
Felizmente a maioria dos nódulos são benignos.

Após a colheita dos dados anamnésticos, no exame clínico, o médico vai confirmar ou não a existência do nódulo ou a anormalidade referida pela mulher.

A inspecção das mamas é feita com a mulher sentada, desencadeando exercícios com os membros superiores para a observação de qualquer alteração

A palpação é feita com a mulher deitada dirigida inicialmente para a mama sem a eventual patologia, tentando palpar todos os quadrantes e posteriormente para a mama suspeita procedendo de igual modo.

 

Procuramos em seguida a existência de corrimento mamilar fazendo a expressão dos mamilos.

Após a observação das mamas, procedemos à avaliação das axilas, das regiões cervicas e supra e infraclaviculares procurando a existência de adenopatias.

O diagnóstico definitivo de um nódulo só é possível após o exame histológico.
Devemos em seguida realizar a observação do estado geral, pesquisando a existência de eventuais lesões a distância.

 

 

Toda e qualquer alteração é posteriormente registada em protocolo específico e se estivermos em presença de um nódulo devemos caracteriza-lo (forma, tamanho, consistência, mobilidade, limites sensibilidade e superfície).
Localização anatómica - regiões / quadrantes.

Proceder depois ao Estadiamento Clínico (TNM) - Dimensões do Tumor; existência de gânglios; existência de metástases